quinta-feira, 5 de novembro de 2009

José Cid no Atlântico


Aviso à Navegação
Devido à enorme quantidade de pedidos para repetição da emissão do programa "Atlântico" do passado Sábado, informamos que esse mesmo programa está disponível para audição no blog oficial do programa Atlântico, através desta ligação.
Através desta disponibilização por parte dos autores do Programa, a emissão onde o convidado especial é José Cid estará para audição em podcast. Esta emissão do "Atlântico" com José Cid contém também, em exclusivo nacional, a primeira versão do tema "Madrugada na Praia Deserta" antes da sua produção final. Esta versão foi gentilmente cedida por José Cid.
Atlântico, Sábado às 7 da tarde na Miróbriga em 102.7 Fm no sul do país ou em www.mirobriga.pt para todo o mundo.

3 comentários:

Rui Jorge disse...

Quero agradecer aos responsáveis do programa Atlântico pela sua qualidade e forma positiva de resolver embrulhos e quero deixar o meu forte protesto pela forma como a rádio não respeitou os ouvintes. "padronização da grelha dos dias úteis"? Que estapafúrdia justificação porque tenho ouvido a rádio nestes ultimos dias e o que não falta são espaços livres. Mais valia responderem aos ouvintes e ao meu email pessoal que ficou sem resposta. Felicidades para o programa Atlântico que está gravadinho no meu computador porque são 2 horas com história para guardar e ir ouvindo. Como é possível a rádio nem passar uma única vez o tema escrito pelo Ulisses?

Rita disse...

Infelizmente tenho de concordar com aquilo que o Rui Jorge escreveu. Parabéns ao programa Atlântico e não liguem a questóes de padronização. Tentem ser despadronizados porque só assim continuarão bons.

Carlos Manuel disse...

O meu anterior comentário no outro texto foi muito curto mas este vai ser maior. Li os comentários todos do outro texto e também este texto. Não percebo como temos um músico na nossa região que compõe uma música para o José Cid e neste blog não existe qualquer destaque. É muito estranho que neste texto até digam o nome da canção mas não falem uma única vez no nome do Ulisses. É apenas descuido, má vontade, amadorismo, falta de cuidado ou detestam toda a gente aqui do concelho que tem sucesso? Uma rádio local tem de apoiar o que existe bom aqui no concelho em vez de parecer fazer fretes ao nem responder às dezenas de comentários que receberam. Posso estar a ser injusto mas vocês estão a por-se a jeito porque repito que não destacam o músico Ulisses que até parece que qualquer um consegue ter uma música sua num disco do José Cid. O Ulisses merece os parabéns de toda a região e os senhores da rádio deviam fazer o mesmo porque é essa a vossa obrigação como rádio local. É uma falha grave os senhores não destacarem o Ulisses e não passarem o tema durante o dia. Também passam músicas de punk rock como Tara Perdida mas não passam K2O3 porquê? Quero dizer que este comentário não é destinado a quem faz o Atlântico porque esse programa esteve como toda a rádio devia ser. Como a leitora Rita e o Rui Jorge escrevem a situação de "padronização da grelha dos dias úteis" cheira a desculpa esfarrapada. Que saudades tenho eu dos tempos em que o Sérgio Valadares estava na rádio em que haviam iniciativas como deve ser. Fui aos festivais no castelo de Sines e na escola participei no Rádio Escola que foram iniciativas que nada tem a ver com a rádio local de hoje. Também gostava de um programa que dava recentemente às 2as feiras com o Sérgio, chamado, salvo erro, Bola ao Centro, porque acabaram com esse muito bom programa? Agora temos de gramar com música brasileira de mau gosto ao sábado de tarde quando em tempos haviam programas com boa música. Também não percebo como metem um programa como o Atlântico a uma hora do telejornal em vez de ser às 3 ou 4 da tarde. Como disse posso estar a ser pouco justo mas o vosso comportamento leva a estas leituras. Quero que compreendam que gostava de dizer elogios mas nesta altura só elogio mesmo o Atlântico, o Ulisses e o José Cid.

Carlos Manuel, VNSA